EU RABISCO LETRAS...


Eu rabisco letras, indecisa sobre o contexto. Cálidos ou quentes? Misturados ou simples? Autoritários ou humildes? Eu rabisco letras, incerta em minhas palavras. Agradar ou agredir? Conquistar ou cooperar?
Eu rabisco letras, numa mistura de ritmo próprio. Depende das minhas emoções ou frustrações. Entremeio com minhas lembranças ou pincelo com meus desejos e assim vão ganhando vida e forma.
Eu rabisco letras, na vã tentativa de um dia poder realizar meu sonho. Quem sabe, vê-las expressas em páginas de um livro. Imagino o tema: “Coisas da Ayla”... Pode parecer quimera ou ilusão... E quantos outros poderiam vir: “Desejos Contidos, Inconstâncias &Afins...” Enfim, é preciso sonhar!
Eu rabisco letras, à procura de algo. Quem sabe uma alma perdida como a minha. Quem sabe fazer amizades além das existentes. Quem sabe me fazer conhecer, além de minhas aparências.
Quem me conhece superficialmente, pensa que os textos não são meus, que são copiados de algum lugar; e vou deixando que a opinião aconteça, porque quem não me conhece, não se deu oportunidade de saber quem sou eu realmente. Mas, confesso a vocês: plágio é algo que nunca gostei em minha vida.
Vou rabiscando por aqui e deixando um forte abraço a vocês que passam e leem meus rabiscos. 

Um comentário:

  1. Os seus escritos são de uma autenticidade sem par...

    Eu atesto e assino.

    ResponderExcluir

INSTAGRAM FEED

@aylablogueira